Header Ads

Kingdom Hearts

Sora sempre sonhou deixar a ilha onde morava, mas tudo muda quando seus amigos desaparecem e ele ganha uma estranha arma. Em outro mundo, o rei Mickey desaparece, e Donald e Goofy precisam encontrá-lo. Isso faz com que os caminhos da dupla e de Sora acabem se cruzando.

Mídia: mangá
Publicação: 2003 - 2005
Volumes: 4
Autor: Amano Shiro
Demografia: Shounen
Gêneros: Aventura, Fantasia, Comédia

Sinopse: Sora é um jovem alegre e altivo que sonha conhecer o mundo, por isso, ele se une a Riku e Kairi, para construir uma jangada e abandonar a ilha onde morar e desbravar o mundo. Mas tudo muda quando a ilha é atacada por estranhas criaturas conhecidas como Heartless, Kairi desaparece e Sora recebe uma estranha espada chamada Keybalde. Enquanto isso, em outro lugar do universo, Pateta e Donald descobrem que o Rei Mickey desapareceu e saem em jornada buscando seu regente. Essa jornada faz com que a dupla encontre com Sora, e o trio se uma para encontrar Mickey, Kairi e Riku.

Comentários: O mangá é baseado em um jogo homônimo. A primeira vista parece estranho a união de personagens da Disney com os das franquias da Square Enix, como Final Fantasy, mas a mistura funciona.

É bem difícil adaptar um jogo para mangá e Kingdom Hearts acaba tendo muitas falhas, a história do jogo é enorme, mas vários arcos do jogo acabam sendo deixados de lado, o que pode deixar a compreensão da história um pouco confusa. Isso também acaba tirando muito do impacto de várias passagens. A relação entre o trio Sora, Kairi e Riku perde muito conteúdo, porque muitos dos diálogos entre Sora e Riku e as motivações do garoto dos cabelos claros não são abordados. Mas a falta mais grave são as lutas, não há cena de combate algum, nem mesmo contra o Final Boss, o que é bastante decepcionante, ainda mais que no jogo é preciso entrar em vários combates.

Apesar dessas falhas, a arte é bonita, as cenas de comédia são competentes e a história funciona de forma independente do jogo.

Vale a pena? Talvez, se você é fã da franquia vai ficar bastante decepcionado em como a história foi enxugada e retalhada. Se você não conhece a obra, ela pode parecer um pouco rasa, como se faltasse algo. Talvez, se você for fã da Disney, valha a pena porque os quadrinhos têm uma pegada que lembra mais as HQ do Mickey do que um mangá. O mangá tem continuação, basicamente um mangá para cada jogo, mas eu parei de ler no primeiro.

Onde encontrar: O mangá foi licenciado pela Editora Abril.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.