Header Ads

Yankee-kun to Megane-chan

Daichi não quer saber dos estudos, mas é constantemente perturbado pela representante de sua sala, Adachi, que não sai do seu pé.

Outros Nomes: Yanki-kun to Megane-chan/ YanMega
Mídia: mangá
Publicação: 2006 - 2011
Volumes do Mangá: 23
Autor: Yoshikawa Miki
Demografia: Shounen
Gêneros: Escolar, Comédia

Sinopse: Shinagawa Daichi é o típico delinquente escolar que não consegue se misturar com seus colegas de sala, já Adachi Hana é a representante de classe animada que faz todo o possível para integrá-lo a turma. Apesar da diferença de personalidade, eles acabam se tornando amigos e se envolvendo nos mais inusitados problemas, principalmente porque Adachi é muito mais do que aparenta.

Comentários: Depois de ler os três primeiros capítulos fiquei meio ‘wtf’ de que rumo a história seguiria. Hana encana com Daichi logo de cara e passa a persegui-lo para qualquer canto, inclusive no banheiro masculino, e a comédia nonsense reina. Mas depois do começo meio lento e muitas vezes, sem noção, a história começa a engrenar, e trazer comédia e drama de forma balanceada.
Fanart

Adachi é uma ex-deliquente que decidi dar uma mudança radical na vida e tomar um rumo, entretanto, suas ações como delinquente lhe renderam o apelido de Furacão Ada. Como poucas pessoas tiveram contato e ficaram conscientes para reconhecer seu rosto, é Daichi quem acaba sendo erroneamente chamado pelo apelido e causando terror onde passa. Essa alcunha acaba atraindo rivais que desejam enfrentar Daichi ou amigos do passado de Adachi, tentando convencê-la a voltar para sua antiga vida.

No final, os personagens acabam conquistando com o carisma e histórias absurdas. Embora tudo pareça leve e descompromissado, o mangá aborda muitos assuntos comuns na adolescência, além de trazer questões bastante comuns no Japão, como a rigorosidade das escolas e busca pelo sucesso acadêmico e profissional, que pode resultar em suicídio caso o estudante fracasse.

O mangá tem um bom traço, sendo simples, mas não é dos mais bonitos. Ele tende a ter algumas caracterizações exageradas, para ampliar o tom cômico. O traço lembra bastante o de Fairy Tail, já que Yoshikawa Miki foi assistente de Mashima Hiro.


Vale a pena? Sim, embora eu tenha droppado o mangá uma vez. Só voltei a ler depois de assistir ao dorama baseado na série.Mas é uma série divertida e engraçada.

Onde encontrar: O mangá pode ser encontrado completo em inglês e ainda em tradução em português.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.