Header Ads

Mad Love Chase

Para escapar de um casamento arranjado, o príncipe do inferno foge para a Terra, mas três subalternos farão de tudo para levá-lo de volta.

Outros nomes: Harlem Beat wa Yoake Made
Mídia: mangá
Publicação: 2002
Volumes: 5
Autor: Takashima Kazusa
Demografia: Shoujo
Gêneros: Comédia, Aventura, Fantasia

Sinopse: Ao ser prometido em casamento, Kujou, o príncipe do inferno foge para Terra, em companhia de seu gato, onde passa a levar a vida de um humano normal. Mas seu pai não está nada feliz com a fuga e envia três demônios para resgatar seu filho e honrar o acordo de casamento.
Por causa dessa tatuagem, Kujou só se mete em encrencas


Comentários: Kujou é um garoto pequeno e frágil que se acidenta muito fácil, ninguém imaginaria que essa aparência delicada esconde a verdadeira identidade do príncipe do inferno. Na sua forma humana Kujou fica irreconhecível, o que dá uma tremenda trabalheira para o trio de demônios que veio resgatá-lo. Tudo o que eles sabem é que mesmo nessa forma, o rapaz mantem uma tatuagem que revela sua identidade demoníaca, com isso, o trio faz as tramoias mais estranhas para despir o moleque e comprovar se ele é ou não o herdeiro do inferno.

O foco está na comédia, as situações de gato e rato que os personagens se metem são hilárias, além disso, nenhum dos protagonistas está acostumado a situações humanas, então tudo é incrível ou confuso, resultando em mais situações engraçadas. A amizade entre Kujou e Taiki é tocante e doce, e o leitor fica com aquela sensação apreensiva do que irá acontecer se eles descobrirem quem realmente são (Taiki é um dos demônios atrás de Kujou).

A história é um shoujo com cara de shounen, já que o foco fica nas amizade e lições importantes sobre a importância das nossas escolhas e o peso que teremos que carregar ao aceitá-las. Há bastante ação e comédia, mas se alguém espera que tenha romance (principalmente por causa do nome) pode acabar saindo bastante decepcionado.
Kujou e os três demônios que devem levá-lo de volta ao inferno
Vale a pena? Sim, com foco na amizade verdadeira e com uma grande veia cômica, Mad Chase Love acaba conquistando. Alguns momentos, a história ganha um ar shounen-ai, culpa da própria autora que especialista no gênero, apesar disso, não tem nada de romance no mangá.

Onde encontrar: O mangá foi lançado no Brasil através da Panini.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.