Header Ads

Usagi Drop

Daikichi assume a guarda de uma garotinha de seis anos, mas não faz ideia de como criá-la.

Mídia: mangá
Publicação: 2005 - 2011
Volumes: 10
Autor: Unita Yumi
Demografia: Josei
Gêneros: Drama, Slice of Life, Comédia

Sinopse: O trintão Kawachi Daikichi volta ao interior para sepultar seu avô, mas descobre que o velho possui uma filha ilegítima que é considerada um estorvo. Sem saber o paradeiro da mãe, nenhum membro da família quer ficar de posse da menina. Revoltado com a atitude de seus parentes, Daikichi decide assumir a guarda da pequena Rin
.
Kouki e Rin adolescentes
Comentários: A história segue desde a infância de Rin até ela se formar no colegial. O começo é doce e delicado, com Daikichi tendo que mudar vários aspectos da sua vida de solteiro para se adaptar a presença e necessidades de Rin. A garota, por outro lado, se mostra muitas vezes prematuramente adulta, sendo que muitas vezes é ela quem acaba cuidando de Daikichi. Rin é esperta e independente, mas mesmo conseguindo realizar várias atividades sozinha, é nos momentos que em ela precisa do Daikichi (e ele dela) que o mangá mostra para que veio.

O relacionamento entre eles se desenvolve gradualmente e tem várias situações inusitadas, afinal Daikichi é um trintão que mal consegue ter uma namorada. As mudanças que um provoca no outro, as mudanças nos círculos de amizade (é engraçado ver Daikichi tentando se adaptar aos pais das outras crianças), dos sonhos e desejos para o futuro.

Entretanto, a qualidade cai bastante quando Rin se torna adolescente, não em questão da arte, mas a personalidade dela adolescente não convence. Ela se torna uma garota chata e confusa, e muito daquela esperteza e independência acabam se perdendo. A relação com os colegas é bem superficial e ela se torna muito possessiva em relação ao Daikichi. Em determinada parte, Rin decide reestabelecer contato com a mãe, talvez eu esperasse mais da reaproximação das duas. A posição que Daikichi toma, a maneira com Rin reage, tudo parece não se encaixar no desenvolvimento.

O traço e a arte não é dos mais bonitos, mas você acaba se acostumando a eles.

Vale a pena? Sim, ao menos o primeiro arco da história, enquanto Rin ainda é criança vale muito a pena. Quando Rin se torna adolescente, a história se perde. As melhores partes acabam ficando para o Kouki, amigo de infância de Rin que acaba se apaixonando por ela.

O final é um divisor de águas e pode fazer você amar o mangá, ou odiá-lo (como acabou acontecendo comigo). [spoiler] Rin acaba se apaixonando por Daikichi. É até aceitável afinal, ela é uma jovem com sentimentos confusos e que nunca conseguiu vê-lo como pai. Prova disso é que ela sempre o chama de Daikichi, mesmo quando criança, nunca por pai ou qualquer outra forma parecida. Mas é estranho que ele seja reciproco aos sentimentos, já que em nenhum momento do mangá ele parece vê-la além de uma filha. Ao menos para mim, parece que ele aceita os sentimentos da garota só para realizar os caprichos dela [/spoiler]. Existe uma versão animada com 11 capítulos, que explora o começo do mangá e uma versão para J-drama.

Onde encontrar: O mangá foi licenciado pela New Pop, o anime e o dorama podem ser encontrados online. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.