Header Ads

Top 7: Vilãs

E o Top 7 dessa semana é para homenagear o dia da mulher. Eu sei que é muito clichê fazer uma lista para a data, mas achei que seria interessante. Primeiro pensei em garotas fodonas de anime e mangá, depois em mangakas famosas ou que se tornaram populares em outras demografias, até que me lembrei de que quase não existem mulheres vilãs.

Como assim? A verdade é que existem sim muitas mulheres no lado negro da força, mas geralmente elas são apenas capangas na batalha. Dificilmente, o vilão final, aquele que planejou toda a treta e infernizou a vida do herói por meses a fio é mulher. Elas quase nunca estão no posto de liderança da maldade, sempre servindo como suporte.

E por isso essa lista vem enaltecer as garotas sangue ruim, que planejaram, mataram, destruíram, foram sádicas, vingativas e cruéis!

7 – Hitei Hime (Katanagatari)
É difícil dizer com 100% de certeza que a princesa Hitei é uma vilã, já que ela não é cruel, nem está preocupada em derrotar a protagonista. Entretanto, ela está disposta a tudo para conseguir seus objetivos e invariavelmente, seu caminho cruza o de Togame.

Hitei é descendente de Shizaki Kiki, que projetou as doze espadas demoníacas. Ela tem apenas uma em seu poder e deseja adquirir as outras a fim de evitar uma profecia que fala sobre a destruição do território japonês. Ela não mede esforços para conseguir recuperar as espadas e com isso seu caminho acaba cruzando com o de Togame e Shichika. Tanto é que ela acaba sendo diretamente responsável pelo destino da protagonista.

Apesar da rivalidade e dos atritos que surgem entre as duas e de Hitei prejudicar a protagonista várias vezes, a princesa sempre deixou claro que nunca odiou Togame.

6 – Yugi (Tenchi Muyo)
Não basta ser vilã tem que ser criança. Yugi, a garotinha fofa que almejava a amizade da jovem Sasami é na verdade, a final boss da temporada “In Tokyo” de Tenchi Muyo. A garota é uma entidade artificial criada no planeta Jurai (de onde a família do protagonista Tenchi também se origina) que tem a capacidade de materializar tudo o que imagina. Por não ter amigos, a menina cria monstros para brincar com ela, mas estes acabam devastando o planeta.

Sem opções, a regente decide destruir os monstros e aprisionar Yugi em uma câmara, enviando-a para a Terra, onde deveria permanecer eternamente aprisionada. E é exatamente nesse ponto que a garotinha solitária se torna uma vilã. Ela viu seus amigos serem dizimados, mesmo pedindo para que a rainha de Jurai não o fizesse, e foi aprisionada viva e desperta dentro da câmara de pedra, apesar de implorar que não o fizesse, pois tinha pavor de escuro. Agora na Terra, ela decide tornar o local seu reino e destruir a família de Tenchi que é a única que pode impedi-la.

Yugi não é uma vilã cruel, mas seus medos e desespero a tornam perigosa e inconsequente. Tanto é que ela tenta proteger Sasami de todas as formas, mesmo esta se opondo as suas vontades.

5 – Ren Gyouken (Magi)
Gyouken não é exatamente uma final boss de Magi, mas a mãe de Hakuryuu e Hakuren dá um bom trabalho para os personagens sendo a líder da Al-Thamen e traidora de Alma Torran.

A mulher é manipuladora, falsa, fria e cruel. A despeito das lembranças que Hakuryuu tinha dela no início da série, como uma mãe bondosa, preocupada e acolhedora, Gyouken traiu o próprio marido e deixou os dois filhos mais velhos morrerem para conseguir se aproximar do imperador Ren Koutoku.

Após ser nomeada como sucessora de Ren, ao invés de um de seus filhos, ela passa a usar de seu poder e influência para estender os braços da Al-Thamen, buscando causar o mesmo cataclismo que destruir Alma Torran. Ela ainda tenta seduzir Kouen, um de seus enteados e vive denegrindo e humilhando Hakuryuu. Mãe legal, não?

4 – Koushou Gyoukumen (Gensomaden Saiyuki)
No quesito mães que não dão a mínima para seus filhos, Gyoukumen é um páreo duro para Gyouken. A mulher é a amante do grande youkai Gyumaoh, que foi selado pelo príncipe Nataku. Gyumaoh almejava um mundo apenas com youkais e planejava destruir toda a raça humana e outros youkais que se opusessem ao seu plano. Após seu aprisionamento, Gyoukumen faz de tudo para trazer seu amado de volta, incluindo unir as escrituras sagradas de monges e os conhecimentos científicos do doutor Ni Jianyi.

Gyoukumen é fria, manipuladora, vaidosa e obsessiva. Enquanto ela está disposta a tudo para o bem de Gyumaoh, inclusive ceder favores sexuais a Ni Jianyi em troca de conhecimento, já chegou a matar um de seus empregados apenas por não gostar da forma como ele lhe penteou os cabelos. Além disso, ela tem um grande desagrado por seu enteado, Kougaji, a quem trata como um simples capanga. Kougaji concorda com tais condições, pois almeja libertar sua mãe, esposa oficial de Gyumaoh de seu aprisionamento. A mulher também não tem apego a própria filha, Lirin, a quem usa em diversos experimento cientifico.

3 – Dante (FullMetal Alchemist)
A vilã do primeiro FullMetal Alchemist tem apenas um desejo, se tornar imortal. E para isso, uma longa pilha cheia de corpos se estende pelo caminho. Cerca de 400 anos antes dos acontecimentos descritos no anime, Dante e Hohenheinn eram amantes e tentaram produzir a primeira Pedra Filosofal, apesar do sucesso, Hohenheinn quase morreu e Dante para salvá-lo transferiu sua alma para outro corpo. Desta forma, ela descobriu que poderia transferir sua alma para outros corpos e com isso se tornar imortal.

Na época atual, ela transita de um corpo para o outro, usando seus homúnculos para induzir guerras e discórdia e assim conseguir material para criar uma nova Pedra Filosofal. É engraçado como ela despreza os humanos normais, chamando-os de seres inferiores, mas depende deles para seus propósitos.

Ela é uma mulher inteligente e vingativa, que não aceita que seus homúnculos a questionem ou se voltem contra ela. Com o tempo, ela cria a falsa ilusão que está acima de tudo , inclusive das leis de transmutação e que é uma espécie de deus.

2 – Medusa (Soul Eater)
Dá para ter mais ódio de um personagem do que da Medusa? Bom, até dá, mas é difícil. Ela está no hall de mães desnaturadas e ocupa a segunda posição com louvor. A personagem é bonita e a primeira vista ela parece só uma personagem cool, mas a bruxa é fria e calculista, usando tudo o que estiver a mão para ampliar suas pesquisas sobre o Black Blood, usando até mesmo o próprio filho.

Medusa consegue ser fingida e indiferente, ela enganou vários personagens, se infiltrou na cara dura, não tem respeito por outras bruxas e tocou o terror no próprio filho até quase matá-lo. Isso tudo com carinha de criança e sendo extremamente poderosa e carismática.

1 – Diva (Blood +)
Se Medusa tem objetivos a cumprir e passa por cima de todos para atingir seus sonhos, Diva vai quase na contramão disso. Por boa parte do anime é difícil saber o que a gêmea de Saya anseia, se ela realmente tem um objetivou ou só está ali para ser uma agente do caos. Sádica e cruel, ela mata por prazer, se divertindo com o fato dos humanos implorarem por suas vidas. Ela é manipuladora, como faz com Kai e indiferente aos seus próprios aliados, já que ela não demonstra nenhum sentimento quando seus Chevalier morre.

Embora Diva tenha tipo uma criação muito diferente da de Saya e por isso tenha desenvolvidos traços psicóticos, isso não atenua o fato de que ela pretendia transformar boa parte dos humanos em Chiropteras e controlá-los através de sua canção e massacrar quem se opunha ao seu desejo, incluindo a própria irmã. Muito menos ter estuprado Riku (irmão adotivo de Saya) e ter tido filhos com ele, tudo isso com um semblante inocente e com uma agradável voz melodiosa.
Comedora de criancinhas: literal e figurativamente
Acha que faltou alguma? Deixe nos comentários sua lista.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.