Header Ads

Ai wo Utau Yori Ore no Oborero!

Akira é um garoto delicado que se apaixona por Mizuki, garota príncipe da banda Brauzer Rose. Entretanto, a garota parece não ter o menor interesse nos sentimentos do rapaz.

Mídia: filme
Lançamento: 2012
Direção: Sakurako Fukuyama
Demografia: shoujo
Gêneros: Gender Bender, Drama, Escolar, Romance

Sinopse: Sakurazaka Mizuki (Ito Ono) é guitarrista em uma banda onde as meninas se travestem de garoto e por causa do seu jeito masculinizado, é ídolo no internato feminino onde estuda. Shiraishi Akira (Karan) é um garoto fofo, idolatrado no seu colégio como princesa e é um grande fã da banda de Mizuki, sendo totalmente apaixonado por ela e disposto a tudo para conquistá-la.

Comentários: Quando eu comentei do mangá, disse que tinha um dorama, mas na verdade é um filme. Finalmente vi, mas achei melhor fazer um novo post em vez de atualizar aquele.
Brauser Rose

A ideia da trama é a mesma que no mangá, Akira é apaixonado por Mizuki, enquanto essa se mantem distante. Por se tratar de um filme, a trama vai muito mais rápida e diretamente ao ponto. Depois de se declarar para Mizuki no meio do show da Rose Brauser, ele passa a segui-la em quase todo o canto, até conseguir conquistá-la.

Diferente do mangá, Shun, que aqui substituída por uma personagem parecida chamada Kaoru, não sai da banda para estudar fora. Na verdade, ela mantem o grupo unido e funciona como norte para Mizuki que tem bem menos personalidade e iniciativa. O que é uma pena, pois estava ansiosa para ver o Karan cantando.

Além disso, aqui as garotas fazem parte de um concurso de bandas e Mizuki precisa escrever uma canção de amor, mas não entende nada do assunto. É seu relacionamento com Akira que acaba por fazê-la conhecer o sentimento e finalmente permitir que o grupo participe do concurso.

Achei que o gender bender ficou bem fraco. Ito não convence como menino e Karan, apesar do trabalho excelente, não parece uma menina, mesmo vestido de Alice. Em compensação a baterista do Brauser se sai muito bem e por vezes, achei que fosse mesmo um homem atuando.

Pontos Positivos: Karan está ótimo, lindo e divo. As outras garotas da banda têm papeis mais expressivos do que suas versões para mangá e a ideia do campeonato de bandas serviu para movimentar a história.

Akira e Mizuki
Pontos Negativos: Ito Ono está muito fraca como Mizuki, a personagem perdeu muita personalidade e potencial se tornando uma menina comum e sem opinião. Os garotos do colégio do Akira, fora o trio de fotógrafos totalmente inútil para a trama, as interações entre os personagens masculinos ficaram muito constrangedoras, principalmente as ações do presidente do conselho estudantil.

Vale a pena? O filme é curtinho, tem uma pegada leve e engraçada. O romance aparece, mas não se destaca e todo o smut foi cortado da trama.

Onde encontrar: Pode ser visto online no Dopeka.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.