Header Ads

Genshiken

Durante seu ingresso na faculdade, Sasahara precisa escolhe de qual clube fara parte e acaba ingressando no Grupo de Sociedade para Estudo da Cultura Moderna Visualmente Dirigida, uma espécie de clube otaku que também atende pelo nome de Genshiken.

Mídia: mangá
Publicação: 2002 - 20xx (?)




Volumes: 9
Autor: Kio Shimoku
Demografia: Seinen
Gêneros: Drama, Comédia, Slice of Life

Sinopse: Sasahara Kanji é um tímido e inseguro universitário que decide se unir ao Genshiken ou Sociedade para Estudo da Cultura Moderna Visualmente Dirigida, uma espécie de clube otaku. Apesar de ter problemas para aceitar seus próprios gostos, ele passa a se sentir integrado ao grupo e se divertir fazendo as atividades do grupo. Além disso, a história foca em vários outros membros do grupo como Kasukabe Saki, uma não-otaku determinada a arrastar o namorado para fora do clube, e Ogiue Chika, uma auto-proclamada odiadora de otakus que sente uma profunda vergonha dos seus próprios interesses.

Saki e os membros do Genshiken
Comentários: É bastante interessante ver a abordagem que os japoneses têm da cultura otaku. Enquanto no ocidente existe uma glamourização do termo, no Japão, ser um otaku pode ser vergonhoso. Muitos japoneses tem dificuldade de aceitar seus próprios gostos e acabam escondendo suas preferências.

Sasahara é o personagem mais equilibrado da série, ele não tem vergonha dos seus gostos, mas também não é obcecado, a ponto de torrar todo o seu dinheiro e viver em função disso, como fazem os outros membros do clube. Aliás, é interessante que cada membro tem um foco diferente, alguns gostam mais de jogos, outros de mangás, outros de figure arts ou fazer cosplay, de forma que todos acabam tendo foco em determinando momento do mangá e liberdade para explanar sobre sua opção.

A Saki é grande sacada do título, ela é uma garota comum inserida nesse meio por causa do namorado. Então, ela vai do desprezo a indiferença até finalmente se identificar com algumas coisas. Ela nunca se torna uma viciada, mas perde grande parte do preconceito que possuía.

O traço é simples, mas bonito. O detalhamento das cenas aparece apenas quando exigido e há grande preocupação com ambientações dos cenários, principalmente quando os personagens vão as compras ou se encontram em um evento de anime. É legal ver as referências a animes, jogos e séries famosas, acompanhá-los indo a eventos e publicando doujishi. 

Vale a pena? Sim, a história é interessante para qualquer um que gosta da cultura otaku. É legal ver principalmente a mudança que ocorre com a Saki, ela serve como um gancho para a introdução de pessoas comuns ao universo otaku. A série tem uma continuação, chamada Genshiken Nidaime, onde os veteranos se formam e um grupo novo aparece, mas eu não achei tão interessante. O mangá também possui uma adaptação para anime, mas eu não conheço.

Onde encontrar: O mangá foi licenciado pela JBC.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.