Header Ads

Dear My Girls

Beth deseja encontrar seu espaço dentro de sua família, mas quando mais se esforça para descobrir seus talentos, em mais confusão acaba se metendo.

Mídia: manhwa
Publicação: 2005 --
Volumes: 9+
Autor: Kim Hee Eun
Demografia: Shoujo
Gêneros: Histórico, Drama, Romance

Sinopse: Elizabeth March é a terceira filha de uma prestigiada família com quatro filhas. Beth é a menos talentosa das irmãs e vive sob a sombra destas. Entretanto, decide mudar de rumo ingressando no mesmo colégio que suas irmãs e tentando encontrar algo em possa se destacar, mas suas tentativas de encontrar uma atividade onde se encaixe acabam por fazê-la conhecer Adrian, um garoto nobre e arrogante que parece fazer de tudo para irritá-la.

Comentários: Dear My Girls é ligeiramente baseado em Little Women da escritora norte-americana Louisa May Alcott, mas a autora coreana mudou muita coisa. A história agora se passa na Inglaterra Vitoriana e o foco é em Beth e não Jo, a segunda irmã, como no livro. De forma que só os nomes e ideias iniciais ainda são os mesmos.

Beth vive a sombra das irmãs que são populares e talentosas, o que a deixa ao mesmo tempo orgulhosa e frustrada. O único que parece ver algum potencial na jovem é Laurie, um amigo de infância, que também é secretamente apaixonado por ela. Quando Beth vai para o colégio, passa a tentar se destacar, mas acaba cruzando seu caminho com o de Adrian, garoto arrogante que parece fazer de tudo para prejudicá-la. Mas apesar do atrito inicial, os dois acabam se aproximando e Beth começa a se interessar romanticamente por ele.

A trama acompanha principalmente Beth, mas também dá foco as outras irmãs, principalmente Meg, que se apaixona por um empregado da família de Adrian. Jo e Amy ainda não tiveram suas tramas aprofundadas, ao menos não até o presente arco do mangá, embora já tenha sido deixado claro que Amy é apaixonada por Laurie e isso pode resultar em um conflito entre as irmãs.

Vale a pena? Sim, a história é interessante embora a autora escorregue às vezes nos clichês típicos de shoujo. O traço é bonito e poderia passar facilmente por um mangá se a leitura não fosse sentido ocidental.

Onde encontrar: Pode ser encontrado em português e inglês, as traduções estão paralisadas já que o título entrou em hiatus na Coreia do Sul.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.