Header Ads

Zankyou no Terror

Em uma época de paz, o Japão passa a ser confrontado com ameaças terroristas de um grupo que se denomina Sphinx. Ninguém sabe o que eles querem, mas um jogo começa antes que uma bomba nuclear seja liberada em solo nipônico.
Outros Nomes: Terror In Ressonance
Mídia: anime
Exibição: 2014
Episódios: 11
Estúdio: Aniplex
Demografia: seinen
Gêneros: drama, ação, psicológico

Sinopse: Depois de um roubo misterioso a uma usina nuclear, o Japão passa a ser atacado por um grupo terrorista chamado Esfinge. Enquanto isso, dois garotos, Nove e Doze, passam a frequentar um colégio em Tóquio e se aproximam de uma garota chamada Mishima Lisa que tem vários problemas com sua mãe paranoica.
Nine e Twelve

Comentários: Eu realmente não me lembro do porque comecei a ver Zankyou no Terror, mas quase dropei no primeiro capítulo. Embora tenha achado tudo muito interessante, a opening não me agradou e eu tive a sensação de estar vendo um Death Note, por causa da engenhosidade dos garotos.

Mas como não estava acompanhando mais nada, decidi dar uma segunda chance e quando vi já estava quase no último capítulo.

Na trama temos dois personagens centrais, Nine e Twelve, com personalidades muito singulares, de identidade misteriosa, extremamente inteligentes, e que juntos formam um grupo terrorista chamado Sphinx, que começa a postar videos na internet atiçando a polícia e ameaçando o governo.

A maior pegada de Zankyou é que logo de cara somos apresentados a alguns fatos e depois vão retendo e moldando essas informações, fazendo um interessante jogo de enigmas que os Sphinx jogam para a polícia. Você acaba tentando adivinhar, e resolver os enigmas criados e ao mesmo tempo se surpreende com as respostas reveladas. A maioria dos enigmas está relacionado à história grega "A Maldição de Édipo", o que torna tudo mais interessante.
Shibazaki Kenjirou

Se tem enigma, então tem que ter alguém que consiga resolve-los, e é ai que entra o melhor personagem da trama, que é o Detetive Shibazaki, Um membro do Departamento de Polícia Metropolitana de Tóquio , que costumava ser parte da divisão de investigações da polícia, mas que foi rebaixado de cargo por um caso passado. Mas apesar disso, ele parece ser único a conseguir resolver os enigmas e pensar com clareza.

Como quase em todo anime, temos uma personagem que parece totalmente avulsa na trama. Aqui temos Lisa, uma garota com uma relação muito problemática com a mãe e que vive sofrendo bullying na escola. Quando as coisas ficam mesmo feia, ela foge de casa e acaba sendo acolhida por Twelve, mesmo que isso acarrete muitos problemas para a o Sphinx. Mesmo que num primeiro momento esteja só para ser um estorvo, Lisa começa a provocar mudança nos garotos e eles em seu comportamento.

Conforme a coisa avança, várias coisas vão acontecendo e você se pega torcendo pelos dois lados. Querendo saber mais sobre os Sphinx ao mesmo tempo que Shibazaki solucione o mistério. A coisa fica ainda mais complexa quando uma garota do FBI entra na jogada, conhecida como Five, ela tem uma ligação com o passado dos garotos. Ela é quase como L inversa.
Five e Nine

A dinâmica toda é muito interessante, mostrando passado e presente, mesclando planos mirabolantes com sentimentos e sensações humanas. Gostei muito como a trama mostra uma outra cara de Tóquio, um Japão mais popular e menos cultural.

O final é bastante dramático, mas combina perfeitamente com a proposta da história. Afinal, numa trama de gato e rato que é jogada na tela é impossível que todos os lado tenham um final feliz.

A animação é muito bonita, mesmo que o traço não tenha me agradado num primeiro momento. Acho que estranhei a limpeza e leveza do traço para uma animação com essa temática.

Por que ver? Trama inteligente, personagens profundos, ambientação.

Vale a pena? Episódios finais um pouco corrido.

Onde encontrar: Pode ser encontrado online ou no Netflix.
"It's not your fault"

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.