Header Ads

My Boss My Hero

O futuro do cara é assumir a máfia, mas ele é muito burro e precisa terminar seus estudos no colegial e provar que merece o posto de chefe.
Mídia: j-drama
Exibição: 2006
Episódios: 10
Demografia: shounen
Gêneros: Escolar, Ação, Comédia

Sinopse: Sakaki Makio (Nagase Tomoya), 27 anos, é o filho de um poderoso mafioso que sempre teve como filosofia de vida resolver as coisas na porrada, mas, após arruinar uma negociação, seu pai lhe dá um ultimato: ou ele se forma no ensino médio ou o quem herdará os negócios será seu irmão mais novo. A contragosto, Makio aceita a oferta, mas descobrirá que a vida no colégio é muito mais difícil do que imaginava.
Quem não gosta de pudim?

Comentários: O plot da história é bem insano, mas é também bem interessante. A trama conta o dia a dia de Makio tentando seguir carreira escolar para agradar seu pai e poder assumir seu posto na máfia, mas ele nunca teve muito talento para escola e é burro como uma porta.

Claro que é bizarro pensar que o cara de 27 anos consegue se passar por um estudante e ninguém nota nada de estranho nisso, mas fora esse detalhe, é divertido acompanhar o dia a dia de Makio tentando se integrar.

Logo de cara, Makio percebe que o ambiente escolar não é fácil e ele não faz muito sucesso, mas acaba fazendo amizade com Sakurakoji Jun (Tegoshi Yuya), um garoto inteligente, mas meio isolado que rapidamente se apega a ele. Jun também é responsável por ajudá-lo no plano mirabolante para conseguir o valioso pudim. Sim, existe uma trama só voltada para os pudins vendidos na cantina da escola.

Com o desenrolar da trama, Makio percebe que a escola não é só perda de tempo como imaginava e passa a interagir com outros alunos e se dar melhor com os professores. Vários assuntos como união, companheirismo, bullying, relação aluno-professor, lealdade são abordados de forma divertida e cativante.

Fora da escola, ele tem que lidar com as outras gangues e impedir que as pessoas descubram que ele está frequentando o colegial, já que seus amigos podem se tornar alvos das gangues rivais. Aliás, a gangue do Makio era a melhor. É satisfatório ver como os subalternos o admiravam e o seguiam, e estavam lá sempre para tentar colocá-lo na linha.

O final achei bem adequado, principalmente em relação a Umemura (Aragaki Yui), não tinha como terminar de outra forma sem parecer estranho.

Por que ver? É divertido e engraçado, além de passar várias lições de vida, mas sem ser muito quadrado e chato. Há algumas situações bizarras, mas elas dão um charme a mais a série.

Por que não ver? A situação é bastante bizarra e você fica se perguntando como ninguém nota que Makio tem 27 anos. Alguns capítulos são meio desnecessários a trama.

Onde encontrar: Pode ser encontrado online.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.