Header Ads

TOP 7: Piores Mães

E cá chegamos com mais um TOP 7 para fechar esse dia das Mães. Mas como assim, outro TOP 7 Mães? Sim e não. Se ano passado me lembrei de mulheres (e homens) que foram verdadeiras mães sem nunca terem dado a luz as crianças que criam, desta vez falaremos de mães, aquelas que tiveram as dores do parto, mas não tem nenhum amor ou apreço pelos filhos. E para marcar o dia, trazemos as piores mães de animes e mangás. Mulheres que só querem ver o circo pegar fogo, mesmo que seus filhos estejam dentro.

Como vocês já sabem, se me esqueci alguém ou não concordam com a posição de alguma mamãe, deixe nos comentários.

7 – Hozuki Chiharu (Kono Oto Tomare!)
Chiharu foi uma mãe dedicada e amorosa, isso até a morte do marido. Casada com um talentoso instrumentista e compositor, ela sempre o apoiou no comando da família Hozuki. Mas quando ele morreu, muito do prestigio da família caiu, já que Chiharu não possuía o mesmo talento. A fim de manter o nome Hozuki no topo, Chiharu passou a explorar as habilidades da filha de forma extrema, se tornando indiferente aos sentimentos de Satowa, que começou a sofrer nas mãos da mãe. O desentendimento entre as duas resultou com a expulsão de Satowa da família e Chiharu agindo como se a garota nunca tivesse existido.

6 – Sohma Ren (Fruit Basket)
Todo mundo tem inseguranças, mas Ren consegue levar isso a níveis extremos. Ren sempre teve um grande amor por Akira, seu marido, mas nunca conseguiu desenvolver o mesmo sentimento por Akito. Ela acreditava que a relação entre pai e filha a jogaria para escanteio e que no final, o marido deixaria de amá-la. Enojada por ter uma filha mulher, que ela julgava incapaz de assumir o comando da família, Ren obrigou Akito a ser criada como homem. Essas pressões somadas à carência afetiva acabaram por deixar Akito uma pessoa bastante problemática e difícil de lidar.

5 – Marianne Vi Britannia (Code Geass)
O que é particularmente ruim sobre Marianne é que por muito tempo ela parece ser uma mãe amorosa, preocupada com o bem estar dos filhos. Só que tal amor é superficial, já que ela realmente considera os filhos meros peões que devem servir ao proposito do plano do marido. Seu marido já era abusivo e dominador, e muito da sua personalidade acabou por influenciar decisões de Lelouch, o tornando mais frio e maquiavélico. Mas o pior nesse cenário é ver que Marianne tolera o comportamento abusivo do marido para com as crianças, pois acredita que eles se tornaram mais fortes e se encaixaram melhor nos planos traçados por Charles.

4 – Ren Gyouken (Magi)
Gyouken não pode ser considerada mãe, mesmo que ela tenha dado luz a quatro crianças. Embora em algumas memórias de Hakuryuu, ele se lembre da mãe de forma doce e confortável. Na verdade, a mulher tramou para matar o marido e os filhos, para poder se casar com o novo imperador e galgar posições de poder para executar seu plano. Nem tudo saiu como planejado e Hakuei e Hakuryuu acabam sobrevivendo. Depois de se unir ao novo imperador, Gyouken se tornou indiferente aos filhos, chegando a provocar e confrontar Hakuryuu e utilizar o corpo da própria filha para se manter viva.

3 – Hinazuki Akemi (Boku Dake Ga Inai Machi)
Talvez o mais assustador de Akemi é que ela poderia ser a mãe de qualquer criança. Não há nenhuma grande conspiração ou fatores mágicos para influenciar em suas ações. Ela simplesmente é cruel com a filha, descontando na pequena Kayo todas as suas frustrações. Akemi vem de um casamento desastroso. Após ser oprimida pelo marido, ela acaba ficando sozinha com a menina, mas tudo o que vivenciou passa a ser revivido, desta vez, com Kayo. Entre torturas, asfixia e assedio moral, ela sempre coloca a menina no patamar mais baixo, como a grande causadora de seus infortúnios.

2 – Medusa Gorgon (Soul Eater)
Medusa já apareceu por aqui como uma das piores vilãs e claro que na lista de mães que são mães apenas pela genética, ela não poderia faltar. Fria e calculista, ela é mostrada como uma mulher que não se importa com ninguém, incluindo nessa lista Crona, que trata como um mero peão. Aliás, a criança foi a que mais sofreu quando Medusa decidiu usá-la como parte de seus experimentos. Ela faz vários experimentos com Black Blood e quando os resultados não saem como ela esperava, ela não titubeou em abandonar o próprio filho. Todo o sofrimento e descaso fizeram com que Crona se tornasse mentalmente instável.

1 – Ragyou Kiryuin (Kill la Kill)
Considerando que esta lista é dedicada a piores mães, não é de surpreender que Ragyo esteja aqui. Muito possivelmente a pior mãe já criada na ficção, Ragyo faz todos os tipos de abusos aos seus próprios filhos, tratando-os como meros instrumentos, causando abusos físicos intensos, incluindo até mesmo assédio sexual. Assim como Medusa, ela também executou vários experimentos com seus filhos e os descartou quando eles simplesmente não funcionaram como desejava. Cruel e sádica, ela pode ser muito implacável para conseguir atingir seus objetivos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.