Header Ads

Free!

Haru sempre amou nadar, mas com o tempo perdeu o interesse. Mas ao reencontrar seus amigos no colegial, eles decidem fundar um clube de natação no colégio.
Outros Nomes: Free – Iwatobi Swin Club
Mídia: anime
Exibição: 2013
Episódios: 12
Estúdio: Kyoto Animation
Demografia: shounen
Gêneros: Escolar, slice of life, Esporte

Sinopse: Quando criança, Nanase Haruka era apaixonado por natação, e ao lado dos amigos, chegou a ganhar uma competição. Mas ao crescerem, seguiram caminhos diferentes e Haruka acabou se afastado da natação. No colegial, ele reencontra seus amigos, que decidem fundar um clube de natação no colégio, mas Matsuoka Rin, melhor amigo de Haruka durante a infância, se declara rival do adolescente e promete vencê-lo em uma competição.
Gow e os meninos da Iwatobi High

Comentários: Lembro que foi um oba-oba quando Free! foi anunciado. Principalmente o público masculino torceu o nariz para o fanservice de garotos seminus e uma pegada shounen-ai. E foi essa polêmica toda que me fez ver o anime.

Free! gira em torno do maior aspecto da maioria dos animes shounen, a amizade. Pode ter fanservice de garotos nus, de insinuações yaoi entre outras coisas, mas o foco é amizade.

Embora não haja muitos personagens, o foco fica em Haru e Rin, que de melhores amigos se tornaram rivais nas piscinas. Diferentemente do que se poderia imaginar, não há um motivo claro para o ódio que Rin passa a nutrir pelo ex-amigo, e graciosamente, o anime te embala a descobrir o que aconteceu entre o fundamental e colegial para que o ruivo tenha se tornado uma pessoa tão rancorosa e amarga.
Rin e Haru: de melhores amigos a rivais.

Enquanto a rivalidade deles se acirra, o restante do grupo põe em pratica a ideia de voltar a nadar e decidem fazer um time de natação escolar. A formação do clube de natação e construção desse processo é bem lenta e interessante, mostrando todo o esforço que eles precisam fazer fora das piscinas para conseguirem manter o clube em funcionamento e conseguir apoio da escola para participar de competições.

Achei uma saída brilhante, já que todos os personagens, exceto Rei, já praticavam o esporte desde criança e ficaria enfadonho explicar algo que tecnicamente os protagonistas já sabem. Mas, a entrada de Rei ao time serve para familiarizar alguns termos de natação para quem não entende nada desse mundo.

A trama é lenta, oscilando entre comédia e drama, mas consegue prender e cativar. Seja porque o espectador quer saber mais sobre o passado de Rin e Haru ou ansiar que eles sejam aprovados nas eliminatórias do torneio municipal.
Porque nem todos sabem nadar.

Praticamente não há personagens femininos, sendo que Gou fica com essa função. Ela é gerente do time de natação da Iwatobi High School (time do Haru) e irmã mais nova de Rin, que estuda em outra escola. Assim, além de acabar se tornando um pouco rival do irmão, ela tenta, mesmo que de maneira discreta, derrubar a muralha que seu irmão construiu em torno do coração quando foi morar fora.

Embora Rin seja o personagem que mais carrega a carga dramática e seja o que tem mais camadas, nenhum personagem é totalmente clichê e todos tem várias camadas a serem analisadas.

Por que ver? Personagens carismáticos, trama bem construída, foco no esporte.

Por que não ver?
Fanservice. Apesar do foco no esporte, ele não tem tanto destaque.

Onde encontrar: Pode ser visto online.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.