Header Ads

Wolf Guy

A mulher é salva por um rapaz misterioso e mais tarde descobre que ele é seu aluno, mas Akira tenta manter o máximo de distância da mulher.

Outros nomes: Okami no Monshou
Mídia: mangá
Publicação: 2007 - 2012
Volumes: 12
Autor: Tabata Yoshiaki (roteiro), Yugo Yuuki (arte)
Demografia: seinen
Gêneros: fantasia, drama, ação

Sinopse: Após ser salva por um garoto misterioso, a professora Aoshika descobre que o rapaz é Akira Inugami, que acabou de ser transferido para sua escola. O problema é que além dela já ter que lidar com os piores delinquentes da escola, ela terá que lidar com os estranhos segredos do rapaz.

Comentários:
Minha opinião sobre Wolf Guy transita entre muito bom e muito ruim, por motivos diferentes e explicarei o porquê. A trama é bem elaborada, misturando ação e fantasia em um ambiente escolar. Basicamente seguimos o dia-a-dia de Akira e da professora Aoshika. Ela é professora em uma escola cheia de marginais e isso lhe dá grandes desesperanças sobre lecionar e sobre sua missão no mundo. Até ela conhecer Akira, um rapaz misterioso que é transferido para sua escola e começa a comprar briga com todos os marginais.

Aoshika tem certeza que ele é o mesmo rapaz que a salvou de um grupo de delinquentes, mas Akira nega o fato e tenta ao máximo se manter afastado da mulher que aos poucos parece criar uma obsessão por ele. Com Akira na escola, várias brigas começam a acontecer e os alunos, até então acuados pelos marginais, começam a ter mais voz. Mas não espere lições de morais porque não há. Akira não faz suas ações para ajudar aos outros e as motivações das pessoas que convivem com ele são muito errôneas ou deturpadas. Pode se dizer que o autor não quer respostas fáceis, ele simplesmente mostra como as pessoas são, sem facilitar ou amenizar como a humanidade pode ser baixa e interesseira.

O grande lance do mangá é o fato de Akira conseguir se transformar em lobisomem. Embora eu ache a explicação do porquê meio viajada, é muito interessante os debates internos que ele trava por causa de suas condição. Também é muito bem trabalhado o relacionamento dele com Aoshika, como o envolvimento entre eles é gradual e como eles passam a se preocupar um com o outro de forma natural.

Há várias cenas de ação recheadas com muita violência e gore, são muito bem elaboradas, mas não chegam realmente a empolgar. O traço é muito carregado e os personagens tem um visual muito adulto, o que torna difícil acreditar que eles são simples colegiais. Outro ponto negativo é que o autor parece ter uma fascinação por estupro. A quantidade de vezes que a Aoshika foi estuprada, assediada ou coibida, assim como outras personagens femininas não é pouco. O autor gastou quase um volume todo pra mostrar a professora sendo estuprada repetida vezes por sete caras diferentes. Certo que no final, Akira a salva, ele se vinga e tudo mais, mas não precisava de algo tão gratuito. É um quadrinho adulto e eu não esperava uma trama leve, mas algumas, como essa, podem ser consideradas fanservice.

Por que ver? Interação entre os personagens muito bem trabalhada, mistura de ação e fantasia.
Por que não ver? Sexualmente muito apelativo, traço muito carregado.
Onde encontrar: Pode ser encontrado online em português na Yes Mangá.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.