Header Ads

Gantz/ Gantz: Perfect Answer

Eu ainda não vi o Gantz 0, mas logo deve entrar para minha lista.

Mídia: filme
Exibição: Gantz – 2011 / Gantz: Perfect Answer – 2011
Demografia: seinen
Gêneros: Ação, Terror, Ficção

Sinopse: Kei Kurono (Ninomiya Kazunari) e Masaru Kato (Matsuyama Kenichi) são dois amigos que acabam morrendo na tentativa de salvar um mendigo que caiu nos trilhos do metrô. Mas em vez de se depararem com o céu ou o inferno, ambos se encontram em uma pequena sala, rodeados por pessoas desconhecidas e com uma estranha esfera negra que disponibiliza armas, uniformes e missões que eles devem cumprir. Cada missão cumprida, os sobreviventes recebem uma pontuação e ao atingirem 100 pontos, eles podem escolher voltar à vida.

Comentários: Eu dropei Gantz duas vezes, uma com o anime (ninguém merece aquela animação) e outra com o mangá. Os motivos de eu ter parado cada um foi diferente, mas eu sempre vi o potencial da história. Quando o filme saiu, pensei seriamente em não ver, mas achei que não seria ruim perder algumas horinhas para tentar, mais uma vez, acompanhar as aventuras de Kurono e achei os filmes muito bons.

Provavelmente os fãs do mangá vão achar o filme bem leve, Kurono não é tão torpe e pervertido, a violência foi minimizada (mesmo que ainda existam muitas cenas de ação) e toda a sexualização foi removida. Assim como acontece com muitos filmes, alguns personagens foram alterados ou simplesmente excluídos (alguém sentiu falta do cachorro?), dando mais destaque e fluidez aos personagens da trama.

Enquanto o primeiro filme segue mais ou menos os acontecimentos do mangá, até a missão que eles precisam enfrentar as estátuas do Buda, o Perfect Answer dá uma guinada diferente. Alguns arcos são ignorados, outros condensados em uma única trama, mas isso acaba enriquecendo a trama.

Além disso, como quando o filme foi produzido, o mangá ainda não havia sido finalizado, os produtores tiveram que desenvolver seu próprio final. Apesar de ser bem diferente de como o mangá acabou, achei o final do filme bastante satisfatório.

As atuações estão ótimas, principalmente as do ator Hongo Kanata, que faz o Joichiro Nishi, as cenas de ação muito bem feitas e os efeitos estão de encher os olhos. Apesar de minimizarem a violência por causa da classificação etária, eu ainda consegui me sentir desconfortável quando eles encontram com a criança cebolinha.

Por que ver? Os efeitos estão bonitos e as lutas empolgantes.
Por que não ver? Minimização da violência, final alternativo, união de vários arcos em uma história só.
Onde encontrar: Pode ser encontrado online.
Só porque eu amo o Hongo Kanata



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.