Header Ads

All You Need is Kill

Durante uma invasão alienigena, um jovem soldado fica preso em um loop temporal, que antecede sua morte em batalha.
Mídia: mangá
Publicação: 2014
Volumes: 2
Autor: Obata Takeshi (arte), Sakurazaka Hiroshi (roteiro), Takeuchi Ryousuke (roteiro)
Demografia: seinen
Gêneros: ação, sci-fi

Sinopse: Quando a Terra é tomada por alienígenas, Kiriya Keiji, um jovem soldado fica preso em um loop temporal, condenado a voltar sempre ao dia anterior da sua morte em batalha. Entretanto, com as repetições, suas habilidades de guerreiro melhoram, e ele tem uma possibilidade de mudar o curso do seu destino.

Comentários: Keiji morre no final!!! Ok, sem spoilers porque essa é a primeira informação que temos, a de que em sua primeira missão Kiriya morreria pelos Mimetizadores, uma bizarra raça alienígena que pretende dizimar a humanidade. Só que após sua morte, ele acorda em seu quarto no quartel e vê que tudo não passou de um sonho. Ou mais ou menos isso...
Keiji vs Mimetizadores

Conforme a trama avança, Keiji descobre que sempre que morre em combate, ele retorna para o dia anterior a sua missão e todo o ciclo se repete. Mas com consciência dessa situação, ele passa a elaborar planos para permanecer vivo, que vai desde fugir da missão até se armar até os dentes.

Minha primeira impressão é que seria um mangá repetitivo pelo looping temporal onde o personagem fica misteriosamente preso, mas não é o que acontece. Embora algumas cenas se repitam, Keiji as interpreta de forma diferente, dando uma nova dinâmica para seu destino.

A trama é curta, mas bastante completa. A leitura é fluida, os personagens evoluem visivelmente e suas importâncias, mesmo que pontuais, são sempre mostradas. O foco fica em Keiji e Rita. A garota é considerada a melhor combatente e parecia ser só uma pedra o sapato do Keiji, mas conforme a trama avança, seu passado é destrinchado e ficamos sabendo como ela se tornou a melhor em campo mesmo sendo tão jovem.

Aliás, o passado de Rita serve para elucidar vários pontos de acontecimentos aparentemente aleatórios com Keiji. A garota também serve para trazer um lado mais humano para a trama, já que é em sua companhia que Keiji curte coisas simples da vida como fazer um café.
A grande batalha final

Entretanto, para quem gosta de mangá todo explicadinho pode ficar desapontado, muitas coisas sobre o Mimetizadores é apenas sugerida, outras sequer são explicadas. Apesar de serem os “vilões” da trama, na verdade, eles estão ali apenas de pano de fundo, para fazer a história andar e dar contexto para as ações dos personagens.

All You Need Is Kill não é uma obra totalmente original, é baseada numa novel de mesmo nome de Hiroshi Sakurazaka e Yoshitoshi Abe. Na versão em mangá ficou a cargo de Takeuchi Ryosuke com a belíssima arte de Takeshi Obata.

A arte, aliás, está bem caprichada, os personagens humanos e os suits tem muitos detalhes, assim como os cenários e os armamentos. O problema são os Mimetizadores, não sei como eles são na novel, mas tem um design bem simples, bobo até, que causa mais medo pelo tamanho colossal do que a aparência propriamente. As cenas de ação estão competentes, mas um pouco confusas, às vezes, as palhetas de tons muito escuros acaba mais confundindo do que elucidando.

O mangá tem uma história bem criativa, apesar de ser colocada de forma bem resumida e com um grande final em aberto. Apesar da ideia de viagem no tempo já ter se tornado um clichê, a obra conseguiu trazer frescor e renovação, mesmo que o final fique aquém do restante.

A história original também deu origem ao recente filme No Limite do Amanhã (Edge of Tomorrow, no título original do inglês). O longa, dirigido por Doug Liman e protagonizado por Tom Cruise, é uma adaptação totalmente nos aspectos hollywoodianos.

Por que ler? Abordagem interessante, personagens bem construídos, traço primoroso.
Por que não ler? Pouco foco nos aliens, história um pouco acelerada, final razoável.
Onde encontrar: Foi publicado pela JBC.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.