Header Ads

MeruPuri

Airi sonha em encontrar sua alma gêmea e um dia conhece o príncipe Aram vindo de um mundo mágico, Aram vive cercado por uma estranha maldição que pode estar ligada aos antepassados de Airi.
Outros Nomes: Marchen Prince
Mídia: mangá
Publicação: 2002 - 2004
Volumes: 4
Autor: Hino Matsuri
Demografia: shoujo
Gêneros: romance, fantasia

Sinopse: Hoshina Airi é uma garota de 15 anos que sonha em encontrar sua alma gêmea, até que um dia ela conhece o príncipe Aram vindo de um mundo mágico, que não passa de um moleque, mas que vive cercado por uma estranha maldição que pode estar ligada aos antepassados de Airi.

Comentários: Eu sinto que Hino Matsuri faz um trabalho muito competente para seu público alvo, mas eu sinto que não faço parte dele, porque suas obras me cansam. Eu tinha muitas esperanças em MeruPuri por causa do age gap entre a dupla principal e os conceitos de fantasia, mas assim como aconteceu em Vampire Knight, a história não me cativou mesmo tendo todos os pontos para me comprar.
Airi e seu harém

Talvez o maior problema seja os haréns reversos. Triângulos amorosos já são uma barra de suportar em mangás porque eu sempre acho que é um romance jogado e poucos autores realmente desenvolvem as aflições e desejos das três pontas. Harém então, é ainda mais problemático.

Quase sempre a garota é muito sem graça para ter tantos pretendentes, e mesmo que Airi não seja uma personagem bocó sem sal, ela tem aquela ideologia cega do amor verdadeiro, o que a deixa confusa sobre quem merece seu coração e os garotos vão sendo colocados na friendzone um a um, até ela decidir com quem ficar, e quase sempre é a escolha mais óbvia.

Mesmo tendo elementos de comédia e fantasia interessantes, a trama não sai muito do mais do mesmo, com os garotos disputando o coração da personagem e ela finalmente descobrindo seu amor verdadeiro.

Apesar disso, a história é bem amarrada, todos os pontos mágicos e fantásticos são bem embasados, os garotos têm visuais bastante distintos entre si e personalidades marcantes. Eu não sou muito fã da arte de Matsuri, pois os personagens parecem estar sempre terrivelmente entediados, mas é bonito, de forma geral.

Por que ler? Fantasia, traço agradável, trama bem construída.
Por que não ler? Harém reverso, história previsível.
Onde encontrar: Pode ser encontrado em português pela Fascínio Asiático.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.