Header Ads

Samurai Flamenco

O sonho de Masayoshi é ser um herói, como o que eles vê nos programas de TV, mas ele não tem o menor talento para salvar o dia.
Mídia: anime
Exibição: 20133 - 2014
Episódios: 22
Estúdio: Manglobe
Demografia: shounen
Gêneros: comédia, ação, aventura, drama

Sinopse: Masayoshi Hazama é um modelo obcecado por shows de heróis e sonha em se tornar um herói na vida real, mas obviamente é ridicularizado por isso. É quando ele conhece o Hidenori Gotou, um policial que acaba inspirando Masayoshi a se tornar o Samurai Flamenco, um herói que sem muito talento que só se mete em confusão.
Pelo dever de jogar o lixo no reciclável

Comentários: Quando eu conheci o anime, eu tinha altas expectativas por causa do fator comédia, paródia. O negócio tinha uma pegada meio Kick-Ass, onde um garoto normal decide se tornar um herói e vê que a tarefa é muito mais fácil na ficção. Mas voltando ao Samurai, era essa a premissa e o anime acompanha o dia-a-dia de Masayoshi tentando vencer trombadinhas, brigando com velhinhas que tiram o lixo no dia errada e outras delinquências corriqueiras.

O anime não se levava a sério, com Masayoshi se metendo em problemas e Gotou tendo que salvar o rabo dele ao final do dia. E toda essa despretensão tinha tudo para tornar o anime um dos melhores do estúdio, mas lá pelo episódio sete, o anime decide se levar a sério e o estrago estava feito.

As fantasias heroicas de Masayoshi se tornam reais, com pessoas virando animais e outros monstros estranhos, como o bicho que tinha uma guilhotina no lugar da barriga. Você acha que vai ser um delírio ou sonho do personagem, mas a trama acaba seguindo por essa linha e fica parecendo um Power Rangers que se leva muito a sério.
Super Sentai

Não é ruim, mas destoa totalmente do anime que vendia um modelo atrapalhado que sonhava em ser um herói e no máximo conseguia pegar um gatinho em uma árvore. A trama vai degringolando, com mais monstros e mais absurdos até surgirem alienígenas. O maior problema disso tudo, é que o a princípio, o universo é vendido como o nosso e do nada, vira uma Alameda dos Anjos cheia de monstros espaciais e robôs gigantes.

É uma pena, porque tinha tudo para se tornar uma das melhores parodias de tokusatsu, estilo a Patrine, mas ao tentar se levar a sério, a trama desanda e fica confusa e sem nexo. Inclusive bons plots acabam sendo desperdiçados e nem mesmo a amizade entre o Gotou e Masayoshi é o suficiente para segurar a animação.

Apesar disso, a animação é bem caprichada, as escolhas de vozes foram muito boas e os personagens são legais, mesmo que o desenvolvimento acabe desandando em certo momento.

Por que ver? Tem uma premissa interessante e um começo promissor.
Por que não ver? A trama desanda totalmente.
Onde encontrar: Pode ser encontrado online ou no Netflix.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.