Header Ads

Resumo da Semana #68

Chegando com o Resumo da Semana depois de uma semana meio corrida e que eu só consegui atualizar meus mangás de madrugada (sim, fiquei até quatro horas da manhã para por meus mangás em dia). Mas chega de papo e vamos ao que interessa porque tem muita atualização dessa vez.

  • Beel
Golden Kamuy #4
QUE HOMEM ESSE SUGIMOTO! O cara, mesmo ferrado, sempre está à procura de sair vivo. Seu apelido não é à toa. Foi burrice ele ter ido a cidade, sabendo que estavam o procurando. Mas estou muito curioso para saber como ele sairá da enrascada
Nota: 7

Hinamatsuri #5
Duas sketchs nesse episódio, como em todos: um da Anzu com sua vida de sem teto, que é meio chato, e um ótimo da Hitomi e seus amigos tentando descobrir que atos ilícitos ela está fazendo. Este último foi hilário, sempre as reações dela são muito engraçadas.
Nota: 7

Grancrest Senki #17
Episódio foi muito legal. Apesar da batalha ter sido rushada, e não mostrado batalha de exércitos, o duelo entre Milza e Theo Cornaro compensou. Com a derrota de Milza, agora Theo, um ex-plebeu, chega a ter a força da terceira potência do continente. Tomara que ele vire imperador.
Nota: 8

  • Chibieska
Boku no Hero Academia #181
E finalmente o arco do festival acabou (eu acho) e o autor conseguiu me fazer criar empatia pelo Gentle e a La Brava no último segundo. As reflexões do Deku fazem muito sentido, sobre egoísmo e como isso influência nos sonhos das pessoas. Eu gostei bastante, no final das contas, mas ainda bem que esse arco acabou.
Nota: 7,5

Magi: AoS #182
Quando eu li o nome do capítulo marcado como Noite Final, bateu o feels, como assim já vai acabar? A autora rushou muito depois da queda da primeira Sindria. Eu achei que ela fosse dar mais foco em como o reino se estabeleceu na ilha. Apesar disso, foi um final mais coeso do que o Magi.
Nota: 8

Bokura no Kiseki #59
E ainda estamos no embate entre o Teshimano e o Zeze. Aparentemente, as memórias do Zeze não são controláveis e ele entra num estado de frenesi e incorpora o Eugene por inteiro. Enquanto isso, Minami acabou contando para o pessoal que ele era a Veronica e não o Eugene, como ele tinha deixado subentendido.
Nota: 8,5

Otome Game no Hametsu Flag shika Nai Akuyaku Reijou ni Tensei shiteshimatta #8

E a Katarina é muito Bakarina, ela problematiza e presume umas situações muito desnecessárias. É verdade que agora que a Maria, heroína do jogo, surgiu, a chance dela flagear e Katarina ter um bad ending é enorme, mas se ela pensasse um pouquinho, não precisava desse caos todo (e o mangá não teria metade da graça).
Nota: 8

Horimiya #85
O capitulo se dividiu entre as habilidades do Miyamura de fazer um penteado e seu convívio com o Souta e pegar seus vícios de linguagem infantis. Foi fofinho, mas muito despretensioso. Eu sinto falta de capítulos que tem um drama que demora mais de um episódio para ser resolvido.
Nota: 7

Fukumenkei Noise #48
Se Horimiya tem drama de menos, Fukunoise tem drama demais e forçosamente. Basicamente, desde o primeiro capítulo do mangá a coisa toda é sobre a Nino correr atrás do Momo, que a ama, mas a ignora e o Yuzu ficar de escanteio enquanto se apaixona cada vez mais pela Nino.
Nota: 6

Hirunaka no Ryussei #86
Eu adiei esse mangá por muito tempo porque tinha maior cara de shoujo clichê e por mais que não seja o suprassumo dos mangás, a trama é boa. A protagonista não é tão chorona e patética e quando ela vira uma garota “fraca” por estar apaixonada (que sempre rola nos shoujos), os personagens a questionam sobre isso. Yuyuka, a melhor amiga-rival odiável, é a melhor personagem.
Nota: 7

Bokura no Hentai #41
Eu gostei do plot e do drama, mas a autora parece ter preferido saídas fáceis e motivos aleatórios para respaldar os comportamentos questionáveis dos personagens, como aquela história da infância da Parou, que ficou só jogado. Além disso, o final feliz pareceu meio forçado depois de tudo o que os personagens passaram.
Nota: 7,5

Girls Go Around #10
E eu esperava um harém bem suave e sem graça, já que todas as meninas acabavam orbitando o Kyo sem nenhum motivo aparente (ele é sem graça e antipático para caramba), até que começam os loops temporais e vira outro mangá. E um muito bom aliás, o final é bem desesperador.
Nota: 8,5

Gunjo #6
Yuri não é meu forte, mas eu estou bem curiosa com a trama da Megane, que induz uma antiga paixão escolar a matar seu marido porque era constantemente agredida por ela. Megane manipula muito a Lee, e é uma personagem muito torpe e baixa, mas a trama acaba cativando, apesar disso.
Nota: 8

Toaru Kagaku no Railgun #104
Lembram de quando eu reclamava horrores do arco do Poquer Indiano porque não acontecia nada de relevante e nada era a ver com nada? Pois bem, esse arco da Caça ao Tesouro está no mesmo esquema. Por que o autor demora tanto para engrenar as tramas dos arcos?
Nota: 6,5

Toaru Kagaku no Accelerator #45
Se por um lado Railgun enrola, Accel é meio rushado e tem coisas que é meio que se você piscou perdeu. Ainda estou tentando entender como a garota cozinheira, a amiga da Last Order e a clone do mau se conectam. Sem falar que o autor bicudou o Accel do arco e deixou a Misakinha brilhar. ^^
Nota: 7,5

Toaru Idol no Accelerator-sama #32
Os capítulos de Idol são muito zoneados. O plot da vez foi botar Accelerator (e a Worst) como cuidadores de creche para mostrar o lado “humanizado” dele e fazer sua popularidade aumentar. Obviamente não deu muito certo.
Nota:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.